GRAMA ARTIFICIAL

Na reunião geral anual da International Football Association Board (IFAB), que se realizou em 28 de fevereiro de 2004, em Londres, Inglaterra, se aprovou pela primeira vez a realização de partidas oficiais da FIFA em superfície coberta por grama artificial.

Esta nova decisão, de número 7, publicada na circular 907/FIFA/14.05.04, e que entrou em vigor em 01 de julho de 2004, abre um campo imenso para a instalação de gramados artificiais em nosso país, desde que estes estejam em de acordo com os requisitos do conceito de qualidade para grama artificial da Fifa ou da International Artificial Turf Standard. Estas especificações como os respectivos métodos de ensaio e certificação podem ser obtidos no site da FIFA em http://www.fifa.com/en/development/pitchsection/0,1245,5,00.html .

A SIMA, uma das principais "players" do mundo na área de monofilamentos sintéticos para aplicações técnicas, colocou seu corpo de técnicos e engenheiros para que se debruçassem no desenvolvimento de uma tecnologia que atendesse às exigências da FIFA, entendendo que neste campo se abriria um novo e promissor mercado para seus negócios no Mundo.

Das pranchetas do departamento de engenharia nasceu uma nova e revolucionária linha de extrusão, denominada COMPACT SYSTEM T20. Uma linha que em uma área de apenas 50 m2 consegue produzir mais de 50 kg/hora de grama sintética, seja em polipropileno fibralado, seja em LLDPE (linear low density polyethylene).